Desesperadamente à procura de ... Mim

quarta-feira, outubro 11, 2006

Finalmente!

Consegui aceder ao meu blog...

tenho tanto por dizer

tenho tanto para contar

agora não tenho tempo



mas de certeza que vou voltar

sexta-feira, junho 09, 2006

SEX

Gosto deste dia....

Logo que chego ao trabalho e olho para a minha secretária, vejo o meu telefone a dizer que hoje é dia de
SEX
e ainda por cima fala em quantidades...
hoje são
9...

Aguentas-te piu??!!

eu sei que sim

para quê os ginásios se conseguimos criar o nosso próprio desporto e ao nosso próprio ritmo?

desculpa o desabafo - apeteceu-me dizer como gosto de estar contigo

quarta-feira, abril 19, 2006

Lágrimas

Aprecio as lágrimas de tal forma que me farto de as produzir!
Não sei se é por ser sensível ou por ser mimada ...mas que choro muito, choro!

Choro quando me rio muito, choro com aquilo que me emociona, choro por dor, choro de alegria, choro a ver telenovelas, arrepio-me e vêm-me as lágrimas aos olhos quando vejo a felicidade nos outros...

choro de raiva

CHORO QUANDO DIZES PALAVRAS QUE ME MAGOAM

choro quando vejo que os anos passam e que ainda tenho tanto por fazer
choro quando me imagino com o meu filho nos braços acabado de nascer...

é tanto choro, não é?

quinta-feira, abril 13, 2006

Olá AMOR

Olá amor,
que bom que te encontrei... já não te via há tanto tempo!
Fico feliz por teres vindo ao meu encontro. Já sabes como é; quando procuramos não te encontramos, mas quando tu queres tu apareces...

Sabes porque é que gosto de ti?

Porque me fazes companhia....
és acima de tudo o meu companheiro, o meu amigo, aquele que sabe quando preciso de um abraço ou de silêncio

Gosto de ti porque me fazes rir, gosto de ti porque me dás coragem

Gosto de ti porque me fazes ver que

a vida não tem de ser assim


se não a mudarmos é ela que nos muda a nós

Mostras-me que tenho de ser eu a mudá-la

e para isso é preciso coragem....
mas és tu que me dás força

por isso....


a minha vida és tu!

és tu quem eu quero ao meu lado

tu podes mudar a minha vida!!




Tu não és perfeito AMOR

Eu também não

mas juntos podemos formar algum tipo de "perfeição"

tu fazes sofrer

eu também

mas juntos podemos transformar esse sofrimento num elo comum

o elo da partilha e da compreeensão!!

segunda-feira, março 20, 2006

De facto foi uma óptima opção ter estado tantos anos a estudar. Pois, é bem verdade que já vimos preparados teoricamente para aturar gente burra no nosso local de trabalho; as nossas mãezinhas dizem sempre que temos de aturar os patrões porque são eles que nos dão o sustento

Ó mãezinha, tens muita razão em muita coisa, mas nisto não. Ninguém consegue aturar mentecaptos muito tempo seguido. É exactamente porque não quero perder a minha sanidade mental que preciso de sair daqui. Há gente que abusa com tanta estupidez dentro dela!!!

Dasss não é fácil!!
Detesto gente burra, mimada, que tem a mania que toda a gente gosta dela e que são os melhores do mundo.

Quando as pessoas são mesmo boas, nós conseguimos ver e apreciar os seus feitos, não é preciso andarem a pedir que os elogiemos.

Gosto tanto da simplicidade e da modéstia nas pessoas!

Mostrem com actos aquilo que conseguem, a recompensa acabará por chegar com mais actos.
Não precisamos de andar sempre a elogiar, ou melhor, não é preciso andar a lamber botas.
Ó meu amigo, eu nem engraxo os meus sapatos quanto mais lamber as botas dos outros....
Como alguém que eu conheço diz, tem de haver distância higiénica....

sexta-feira, fevereiro 03, 2006

solidão

Bom ano!
Foi o que me desejaram dezenas de vezes mas, mesmo assim, não me parecem ter sido vezes suficientes...
Carro ...Kapput
Paz no trabalho... nicles
Solidão.... EM GRANDE

Sinto que levo uma vida tão medíocre e em vez de ter coragem para mudar estou a esmorecer cada vez mais

Passei grande parte da minha vida com amigos, amigas, copos

e agora esta m**
Sair cedo , entrar tarde em casa para continuar a trabalhar (se bem que este ainda dá algum prazer....mas trabalho também)

Quantas vezes me apetecia ir beber um café e estava a tarde toda fora?
que saudades

que saudades de estar farta de pessoas e sítios e simplesmente virar as costas

que vontade de ir beber um café à noite com uma amiga e chegar a casa às sete ou oito da manhã mortinha por uma cama...

Acho que compensa tudo isso um abraço forte, uma palavra sussurrada ao ouvido e o calor de uma boca no pescoço
Compensa, claro que compensa ter tudo isto no final de um dia f** de trabalho

mas nem sempre há

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Meu querido Pai Natal

Pai Natal, como deves saber tenho-me portado bem. Este ano tenho trabalhado depois de tantos anos a "estudar". Como vês dei um novo passo na minha vida. Mas tenho andado triste. Acho que merecia um empregozito melhor... Eu sei que o pessoal até é fixe mas o ordenado??!!! Mereço mais qualquer coisita, não? Se demorei tantos anos no curso foi exactamente para ficar uma perita, nas cartas, nos copos, nos amigos..., saber o que é a vida, diriam os meus pais(?)!

Então, depois disto gostava também que não te esquecesses daquilo que te pedi há uns tempos atrás... não custa muito, não tens de dar nada, apenas tens de me fazer perder uns quilitos. Já não digo quantos ( tu vês daí de cima, não vês?)...
Ou então dás uma prenda ao resto do mundo: uma visão diminutiva!
Ficávamos todos felizes!!

Feliz Natal para ti e para mim

quinta-feira, dezembro 01, 2005

O Fim como um novo Princípio!

Já não vinha para as minhas bandas há já algum tempo. A vida tem destas coisas, nem sempre há disponibilidade para as coisas que gostamos!
Ontem estive de visita a um blog que já se tinha tornado um vício (um bom vício diga-se, pois porque dos maus ando eu a tentar desabituar-me) quando reparei que já não havia nada para ler, nada para me fazer pensar, nada para me emocionar.
Emociono-me quando sinto inveja de sentimentos fortes, quando sinto que há tanto para dar e que nem sempre o conseguimos fazer.
Sinto tristeza quando vejo que tudo tem um fim, mas também é verdade que sinto optimismo e satisfação por sentir que o Fim faz parte de uma evolução - uma evolução positiva - de uma série de coisas: dos tempos em geral, das mentalidades em particular.
Passei a noite a pensar em outras noites perdidas pela tristeza e até mesmo desespero causado pelo sentimento de perda. Será que não terá tudo um significado maior do que a "simples" perda de um amor?!
Será que não é apenas um sinal que somos humanos, que queremos evoluir, que queremos mudanças nas nossas vidas?
Lembrei-me de todas as mulheres - e até alguns homens- que noutros tempos viviam até ao fim dos seus tempos com o mesmo companheiro, e que tanto sofrimento ocultavam.
Será que não é preferível sofrer várias vezes mas saber que antes de cada sofrimento houve algo de tão grande e tão forte que nos deu coragem para arriscar novamente?
Já sofri, já fiz sofrer mas não foi isto que me fez perder a crença no amor ou perder a esperança da felicidade partilhada, mas com certeza que não quero passar o resto da vida agarrada a alguém só porque é marido ou pai dos filhos ou porque iria ser criticada...
Quero ser feliz
Quero fazer parte dos tempos modernos e procurar o meu AMOR
Quero pensar que quando tudo acabar é porque algo de novo vai começar!

sexta-feira, outubro 28, 2005

2 KILOS!!!

Será que alguém me explica como é que se perde 4 míseros quilos??!!!
Não como nem 1/4 do que comia há algum tempo atrás e o raio das gorduras teimam em querer aparecer.
É pá...tá bem que deixei de fumar mas era preciso ser assim? Quer dizer, além de deixar um dos grandes prazeres da vida para trás será que também o de comer tenho de deixar? Eu tento controlar o que como, mas só se passar fome...
Exercício dizem as pessoas... mas isso é tão cansativo... claro que há exercício e exercício... Felizmente há aquele em que não saímos do lugar(?) e no entanto vamos à lua...
Mas aquelas coisas que costumam circular em mails em relação às calorias que se perdem: desapertar soutiã com duas mãos, com uma mão, com os dentes - o verdadeiro macho ; depois a parte macho(ista): lavar a louça, cozinhar, coser meias e tudo e tudo e tudo.... não me convencem, se bem que ainda não perdi a esperança de um dia cozer uma meia, mas não uma meia qualquer... tem de ser uma bem esburacada... não deve ser fácil unir uma coisa redonda sem que fique qualquer coisa tipo nó!!! Sim eu continuo a achar que as nossas mães e avós são qualquer coisa de formidável... só lhes falta limpar o cuzinho borrado do marido, de resto fazem tudo e sempre bem feito...
Será que sou a ovelha ranhosa da família?
Sim porque eu como - e foi aqui que começou a conversa- mas não sou eu que cozinho!
Das duas uma, se cozinhasse, ou estava gorda que nem uma vaca ou toda chupadinha sem fiozinho de lipidezas...
Mas mais grave é quando começam a dizer: pois... a idade começa a deixar de ajudar... fico doida!
Eu acho é que o problema está na alimentação... as vacas doidas, os galináceos constipados, as sardinhas e o colesterol, faz bem, faz mal... as pessoas é que não sabem mas os legumes, o peixinho, as verdurinhas já não são como antigamente... elas não são as mesmas... elas também estão alteradas... agora têm um sistema tipo sensor que repele moças com características semelhantes às minhas...
Ah pois é! A culpa não é minha. Consegui 2 kilos porque raio parou por aqui?? Pelo menos mais três!!!
É pedir muito? Se houvesse desporto não cansativo e boa alimentação e saborosa de preferência, tudo era mais fácil...
Mas mais 3 mezitos e fico nos "trinques".
Aceitam-se dicas dietéticas.

segunda-feira, outubro 24, 2005

As Amizades

Tenho pensado nas minhas amigas. Não das minhas conhecidas, das minhas AMIGAS! Lembrei-me de vocês! E Vocês não é necessário nomear ou definir.
Mais longe ou mais perto, todas Vocês estão no meu coração. Mais discussão, menos discussão, mais contacto, menos contacto, Vocês estão sempre comigo!
Estive a pensar (caso raro diriam vocês)... tenho conhecido tanta gente... mas não conseguem entrar no meu peito. Não é que lhes impeça a entrada, elas simplesmente não conseguem encontrar o caminho.
Também é um facto que vocês preenchem um grande espaço mas, felizmente, não me sufocam; simplesmente completam o meu ser. Se calhar, também por isso tenho andado à procura de mim. Porque vocês não estão perto. Estão comigo mas longe... Sei que posso falar de boca cheia. Sei que posso afirmar que tenho amigas, que vos tenho a Vocês!
A está em Espanha - feliz, casada mas também sozinha. Pois é, fazemos opções na vida. Sabemos que por vezes, para ganhar algo perdemos outro tanto.
Encontraste o AMOR e isso é tão importante A! Não fques triste nem te sintas sozinha! Eu estou aqui...
B! A e B chatearam-se! Que mágoa tão grande, que tristeza tão profunda... custa-me tanto ver-vos assim... Lembram-se? Eu, A e B com o mesmo nome e sempre juntas . As tardes, as saídas da escola para ir para o nosso café...sempre o mesmo. A nossa segunda casa... mas era a casa onde de vez em quando iamos arregalando o olho e lavando as vistas... aqueles vizinhos de mesa que nós tão bem conhecemos e que nos alimentavam as fantasias...
B, afastaste-te um pouco mas sei que foi um acaso da vida. Felizmente reencontrámo-nos e tudo continua igual: és a mesma, um bom coração, uma amizade sincera!
C, a minha linda e eterna caloirinha. Sempre longe mas perto! Se já tivemos um grupo em comum, isso acabou. Mas não te preocupes! Sei que pareço distante mas estás sempre comigo. Caloira Amiga, ou Amiga Caloira ou simplesmente AMIGA!
D És a minha prima desde sempre, desde que nasceste, mas acima de tudo, és aminha amiga de infância, aquela que partilhou piqueniques, sestas em casa dos avós, as primeiras saídas, as primeiras aventuras... A minha prima caçula que já é mamã de dois rapazolas lindos por fora mas que hão-de crescer e tornar-se lindos por dentro e cheios de força como a mãe... Tenho estado ausente mas nunca te esqueço D !!
E , a minha doce e linda alentejana. Lenta ou não, és com certeza uma grande amiga. Além das aulas, do estudo, do bar, das cartas, das saídas, partilhaste sobretudo a tua casa comigo; partilhaste principalmente o teu ombro quando eu mais precisei... Estavas sempre que eu precisava. Obrigada.
F e G as amizades criadas na escola, nas mesmas turmas. As tardes passadas em casa de uns e de outros a fazer aqueles jogos... Tinhamos um grupo excepcional, não tinhamos? Estamos também descoordenadas no espaço, mas sei que no coração orientamo-nos bem! Precisamos de um novo jantar para fazer actualizações...
H a minha ex-cunhada e eterna amiga. Obrigada pelo apoio sempre que precisei. Passámos por fases difíceis juntas... que elas não se repitam mas que continuemos a nossa amizade!
I a minha amiga casada! Gostava de partilhar mais contigo mas esse teu pirralho lindo tira-te tanto tempo... Tem força e mostra que és uma grande mulher! Ainda nos iremos divertir... os três...
Há quem pense que não sei valorizar quem fica comigo nos momentos certos...
Há quem pense que está esquecida no meu peito...
Não acreditem...
Estou aqui e estas palavras que escrevo é só para saberem o quanto me honra serem minhas amigas....
OBRIGADA
A ordem colocada nada tem a ver com a importância que têm na minha vida. Todas Vocês são imprescindíveis!

segunda-feira, outubro 17, 2005

Às vezes penso como de facto estou mudada...

Permitam-me mais uma vez que cite algo que me foi enviado por mail; fala-se em deuses egípcios e as suas ligações com as datas de nascimento. O que se segue tem a ver comigo:

Deus Toth – de 16 de Maio a 15 de Junho

"É uma divindade auto-concebida, que apareceu no mundo, sobre uma flor de lótus, no amanhecer dos tempos. É um dos deuses ·primordiais. É o senhor das palavras, criador da fala e da escrita, deus do tempo e das medidas, criador de todas as ciências, portador das forças civilizadoras. É representado como um homem com cabeça de Íbis, a ave sagrada.(...)

As pessoas nascidas sob sua protecção têm grande capacidade de comunicação e uma inteligência rápida e penetrante. Seus protegidos têm uma natureza dupla, nervosa e inconstante, são muito activos, sempre inventando coisas para fazer ou dizer.

Embora sensíveis como a flor de lótus, no amor eles são frios como a Lua e inconstantes como as aves voando de galho em galho."

De facto pareço estar muito mudada de há uns tempos para cá... já me tinham dito mas não pensei que fosse assim tanto.

Até há uns anos atrás era capaz de aguentar tudo e ultrapassar qualquer coisa que me tentasse deitar abaixo. Fria não sei se era, mas com certeza havia muito mais força e crença em mim.

Pois ...hoje em dia vejo-me a suspirar pelos cantos e isto quando não ando a fungar com o nariz cheio de ranheta e lágrimas... que figuras tão tristes...

mas assim como consegues provocar este mal-estar também és capaz de provocar outras sensações tão maiores, tão mais memoráveis, tão mais importantes...
como tu tão bem sabes, num minuto, facilmente de me deixas a chorar, ou por tanto me fazeres rir ou por seres sincero comigo...

A passada quinta-feira foi um desses dias... bastou entrar naquele lugar - que há tanto tempo deixou de ter significado para mim- aquela igreja que tantas vezes me acolheu pelo descanso, pelo silêncio oco das pedras... a bela da Igreja de Stª Cruz - Coimbra - aquela que me desiludiu ao longo dos tempos, aquela que julguei ter-me abandonado(?)...
Mas neste dia tu entraste comigo e partilhaste o som a que ambos não estávamos habituados... não sei já quem eram, apenas sei que fazem parte de um festival de música a passar agora em vários locais da zona centro...
mas sei que logo que me sentei, mesmo ao teu lado e a música começou... que paz, que encanto, que angústia e felicidade a revoltarem-se dentro de mim, que solidão!

Sei que estavas mas não estavas...

Foi como o fim-de-semana

Sei que ficaste mas não ficas...

É como nós

Sei que querias mas não consegues...

quarta-feira, outubro 12, 2005

A Mulher

Hoje enviaram-me isto por mail:
" O Talmud é um livro onde se encontram condensados todos os depoimentos, ditado e frases pronunciadas pelos Rabinos através dos tempos." (Não sei se é verdade, mas permitam-me que continue)
"Tem um que termina dizendo o seguinte:
Cuida-te quando fazes chorar uma mulher, pois Deus conta as suas lágrimas. A mulher foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser
igual... debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada."
Pois é, e eu continuo a sonhar...
Acredito no meu príncipe e no seu cavalo...
Idiota!
Tenho idade para ter juízo... porque é que ele não chega??!!
Tanto um como o outro.. talvez seja mais fácil o juízo chegar no cavalo...
Mas é verdade... sinto-me uma adolescente. Aquela eterna sofredora de quem ninguém gosta, aquela que AMA mas não é correspondida... Aquela que quer AMAR mas parece ser impossível...
Mas... ele não é um professor (a minha escolaridade já terminou, durou alguns anos o raio do curso, mas já terminou);
O meu ídolo musical também não é (coitado, morreu tinha eu um ano!)...
Então porque raio é assim tão difícil?
Mas lembra-te do que disse logo no início... porque as minhas lágrimas continuam a correr...

teenagerices...

Afinal...

Afinal parece que a minha luz ao fundo do túnel não passa de um fósforo que alguém deixou aceso pelo caminho...

terça-feira, outubro 11, 2005

Noite

A noite...Passei esta noite a pensar na NOITE. Desde sempre que a noite me fascinou... tanto a sua faceta da diversão, da música, dos copos, das queimas... como a simples escuridão - a noite exactamente como parte integrante da natureza e do ciclo da vida.Lembro-me que desde pequena costumava sentar-me nas escadas junto à porta da frente de minha casa a olhar para ela... Durante aquele silêncio parecia que se dizia tanta coisa!Cada vez mais me dá mais prazer ficar a olhar para ela. A sua calma, a sua beleza. A escuridão que esconde um brilho só por vezes revelado através das estrelas. Disseram-me uma vez - perdoem-me se estiver errada - que aquela estrelazinha que é sempre maior que as outras e muito mais brilhante afinal era Marte. Pois se é, então encontrei um amigo num planeta! Alguém que parece estar sempre a olhar por mim e que de vez em quando mostra a sua graça pelo seu brilhar... engraçado é que quando brilha parece que o ouço a tilintar, como se quisesse dizer-me alguma coisa...um piscar de olhos que me diz "estou aqui".Só agora passados tantos anos percebi que afinal gosto tanto dela porque se calhar consigo ver-me um bocadinho reflectida nela. Também o meu caminho tem sido um pouco escuro, ou pelo menos um pouco sombrio... mas assim como na noite, também na minha vida têm aparecido alguns pontos de luz. Hoje em dia tenho-me orientado por um raio que, de vez em quando, parece querer apagar-se... mas, se me deixarem, será esse brilho a minha luz ao fundo do túnel!

Viva eu!!
Nunca fui grande adepta das tecnologias nem tão pouco dediquei tempo para tentar entendê-las melhor. Mas chegou o momento de deixar a idiotice de lado e partilhar (talvez só comigo...) um bocadinho de mim.
A inspiração veio depois da leitura de alguns blogs...se houve alguns que me fizeram achar que este mundo, totalmente novo para mim,valia a pena de ser experimentado - ou pelo seu humor, pela sua seriedade, ou só porque sim - outros houve que me fizeram pensar que "eu também sei fazer isto!!"
Peço então que, se alguém eventualmente dedicar algum tempo a prestar-me alguma atenção, então por favor desculpem as incorreções que aqui poderão surgir.
Chegará o momento em que pelo menos o aspecto hei-de conseguir modificar, não é o meu mas o do blog...
Esta minha nova experiência é dedicada a alguém que possivelmente não lhe interpretará a relevância que ela tem para mim, no entanto, que eu seja bem vinda e que tenha um futuro promissório aqui comigo e se possível com mais alguém...
Viva eu!!!